O que é Hidrogênio?

Origem e uso do hidrogênio

O hidrogênio é o elemento químico mais abundante no Universo, matéria-prima das estrelas e equivalente a 75% da massa que constitui o Cosmo.

Em nosso planeta, é o terceiro elemento mais abundante na superfície. No corpo humano, é o elemento mais abundante em número de átomos e o terceiro em massa.

Além de ser o combustível das estrelas, o hidrogênio é um vetor energético fundamental para um planeta mais sustentável.

Como ele não ocorre isoladamente na natureza, o método mais utilizado para sua obtenção é a eletrólise da água. Nesse processo, a água é decomposta, ou seja, o hidrogênio e o oxigênio que compõem as moléculas de água são separados por meio de eletricidade. 

Ao ser isolado, o hidrogênio pode ser usado para armazenar e gerar energia por meio de células de combustível (em veículos de pequeno, médio e grande porte, como automóveis e caminhões); pode servir como insumo para produção siderúrgica, química, petroquímica, agrícola, alimentícia e de bebidas; e também como combustível para navios e aviões; para aquecimento de edificações etc.

Embora a eletrólise resulte em hidrogênio (H2) e oxigênio (O2) puros, a procedência da eletricidade determina o impacto ambiental do processo. Ou seja, se o hidrogênio é obtido a partir de eletricidade produzida com emissão de CO2 na atmosfera – como a energia termelétrica –, ele contribui para o aumento da temperatura média global.

Atualmente, a maior parte do hidrogênio produzido e consumido no mundo é gerado partir de fontes fósseis de energia, como o gás natural em refinarias: este é o chamado hidrogênio cinza. Há também o hidrogênio azul, obtido também por fontes de energia fósseis, mas cujo carbono gerado no processo é capturado a fim de neutralizar as emissões. Além do hidrogênio cinza e azul, há também o denominado hidrogênio verde.

img_molecula_hidrogenio

Como funciona o processo de produção de hidrogênio verde

saiba mais